Avaliação institucional

A avaliação institucional é um processo que permite o autoconhecimento, a correção e o aperfeiçoamento das ações institucionais, tendo em vista a promoção da qualidade acadêmica e a responsabilidade social da instituição em todas as suas instâncias.

A avaliação institucional possibilita a construção de um projeto acadêmico amparado em princípios como a gestão democrática e a autonomia, que visam a consolidar a responsabilidade social e o compromisso científico-cultural da IES.

Compreende-se a avaliação institucional como ação participativa e momento fundamental do desenvolvimento da Faculdade que tem sua proposta de avaliação institucional pautada nas orientações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES, que visa a garantir o processo nacional de avaliação das instituições de educação superior, dos cursos de graduação e do desempenho dos estudantes.

A Faculdade Católica de Pouso Alegre, desta forma, tem consciência que sua ação de auto-avaliação e a sua participação nas avaliações externas contribuem para fornecer subsídios ao Estado para a elaboração de melhores políticas públicas de educação superior.

As três modalidades de avaliação institucional


1) Avaliação das Instituições de Ensino Superior, desenvolvida em duas etapas adicionais:
- a Auto-avaliação Institucional, coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) da IES;
- a Avaliação Externa, efetuada por comissões designadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

2) Avaliação de Cursos de Graduação, por meio de visitas in loco de comissões externas também designadas pelo INEP, junto aos processos de reconhecimento e renovação de reconhecimento de cursos de graduação.

c) Avaliação do Desempenho dos Estudantes - Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE).

Concepções e princípios da Auto-avaliação:

a) atividade intrínseca ao próprio processo de planejamento;
b) processo contínuo e permanentemente autocrítico e auto-avaliativo;
c) ação democrática e participativa;
d) exercício de transparência institucional, ad intra (comunidade acadêmica) e ad extra (órgãos públicos e sociedade civil organizada).

(Texto retirado do PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional - da Faculdade Católica de Pouso Alegre, 2010 a 2014).